Share:
Turismo de Aruba : Coisas para fazer em Aruba
Aruba Tourism

Os Primórdios do Turismo

Em 1920, Aruba tinha apenas alguns visitantes. Entre 1924 e 1928, havia cerca de 200 iates, embarcações a motor e navios registrados, trazendo empresários e visitantes americanos.

A refinaria Lago tinha sido a principal fonte de emprego na ilha de Aruba desde 1924. Na década de 1950, devido à automação, muitos funcionários perderam seus empregos. Para impulsionar a economia, uma nova indústria foi procurada. O governo holandês propôs o turismo, o que parecia a escolha mais viável.

Em 1947, foi decidido que uma comissão seria criada para promover e direcionar o turismo na ilha, com Ernst Bartels no comando. Em 1953, a Comissão de Turismo de Aruba tornou-se oficialmente a Aruba Tourist Bureau (ATB). Esta foi uma pequena organização com apenas dois funcionários, Ernst Bartels permaneceu como chefe, assistido por Casper Wever. A ATB continuou o trabalho vital de promover Aruba como destino turístico, especialmente nos Estados Unidos, um dos principais mercados para o Caribe.

Em 1959, o Caribbean Hotel, o primeiro hotel resort de Aruba foi inaugurado. Desde essa época até 1977, o número de hotéis aumentou para 16 e o número total de quartos chegou a 2.148. Cinco hotéis tinham seus próprios cassinos.

Turismo nas Décadas de 1980 e 1990

Em Janeiro de 1983, a Sasaki Associates, Inc., de Watertown, Massachusetts assistida por vários órgãos do governo, concluiu um estudo de seis meses lidando com o desenvolvimento do corredor turístico de Aruba - a zona costeira que se estende de Oranjestad para o Farol Califórnia, no canto noroeste da ilha. Isto se tornou o foco de crescimento do turismo de Aruba por causa das praias amplas, águas mornas do oceano e terras que poderiam ser facilmente exploradas. Grandes investimentos por parte do governo em estradas, fornecimento de água e instalações de tratamento de esgoto, facilitaram em larga escala o crescimento dos hotéis-resort.

Uma nova rede viária foi desenvolvida. Proteção de áreas ambientalmente sensíveis, tais como as formações geológicas e dunas de Arashi / California Point e as principais salinas (para armazenamento de água da enchente), que eram uma prioridade. Eles preservar a beleza da paisagem do deserto existente e plantas nativas.

Em 1984, o turismo deu uma boa alavancada no desenvolvimento econômico de Aruba. De fato, entre os setores primários, perdeu apenas para a indústria do petróleo, em termos de sua contribuição para o produto interno bruto (Unesco, 1990).

O fechamento da refinaria de petróleo, resultante do declínio do valor de mercado e cortes no fornecimento de petróleo venezuelano, teve um grande impacto sobre a economia de Aruba, em 1985. Em 1986, Aruba obteve o seu status de independência, com sua retirada da Federação das Antilhas, tornando-se uma entidade autônoma dentro do reino da Holanda. Foi dentro deste contexto que o turismo se apresentou como força econômica de Aruba.

Após o encerramento da refinaria Lago, em 1985, o governo de Aruba decidiu investir no turismo como o pilar econômico da ilha e substituiu a Aruba Tourist Bureau pela recém-criada Aruba Tourism Authority (ATA), em 1986. A ATA cresceu em importância, concentrando-se na abertura de novos mercados e expandindo suas atividades de marketing.

No período de 1986 a 1996, o turismo de Aruba cresceu quase o dobro da taxa de todo o Caribe no período. A partir de 1986, quando a construção de hotéis foi retomada, até 1991, o número total de quartos mais do que dobrou, passando de 2.776 para 5.625. Durante este período, o número de timeshares também aumentou cerca de cinco vezes, de 337 unidades para 1.967 unidades. Até o final de 1996, havia 7.103 quartos, dos quais totalizaram 2.272 unidades de timeshares.

A refinaria foi reaberta em 1990 pela Coastal, mas o turismo continuou a ser o esteio das receitas de exportação da ilha. O papel do governo nesse crescimento deve-se ao fato de que ele dedicou recursos consideráveis ​​para apoiar a indústria do turismo, a fim de aumentar as receitas e criação de novos empregos, o desenvolvimento de uma infraestrutura básica para atender hotéis e outras instalações turísticas, apoiando diretamente a expansão de acomodações turísticas com posse parcial de três hotéis, totalizando cerca de 600 quartos.

Turismo Atual
Os Hotéis estão concentrados em duas áreas principais: prédios altos em Palm Beach e prédios baixos em Eagle Beach e Punta Bravo. A maioria dos hotéis de hoje são de propriedade estrangeira e muitos deles são de marcas internacionais. Apesar do aumento da capacidade hoteleira, Aruba desfruta de uma taxa de ocupação hoteleira média, de cerca de 75% durante todo o ano, uma das mais altas do Caribe. A popularidade de Arubamanteve-se constante, devido não só ao sol, areia e mar, mas também a outros fatores, incluindo a hospitalidade e simpatia do seu povo, segurança, estabilidade política, e diversas áreas, tais como, atividades, vida noturna, compras e restaurantes.

aeroporto, construído em 1972 e ampliado em 1987, foi recentemente modernizado e ampliado. A Imigração dos EUA chegou em 1988 e a Alfândega em 2000, e foi possível graças a um novo edifício, state-of-the-art, apenas para as partidas dos EUA. Muitos voos facilitam o trabalho de imigração e alfândega dos EUA, feita em Aruba. Uma benção para aqueles que viajam para os Estados Unidos.