Language
Mapa de Aruba
    Colocar Aruba no seu celular é ter um guia completo da ilha. Quais os melhores locais para visitar, os mapas e realidade aumentada para você conhecer Aruba de muitos e maravilhosos ângulos.
    • Grátis
    • 100% Offline
    • Guia de Viagem
    • Navegação em Realidade Aumentada
    • Compartilhamento Online da Viagem
                   Menu
    La isla de Aruba, playas increíbles en el caribe, festivales y planes
    Edit link:

    Aruba deixa lei sem precedentes para criar um equilíbrio entre as acomodações da ilha

    Explorar Aruba virtuais

    Share:
    Aruba deixa lei sem precedentes para criar um equilíbrio entre as acomodações da ilha
    Aruba Accommodations

     Aruba modificou a licença que regula as atividades "all-inclusive" na ilha - uma ação sem precedentes no Caribe e um movimento significativo na industria do turismo global. De acordo com a proposta do governo feita em maio para criar um portfólio equilibrado de acomodações, 40% dos quartos de hotéis da Ilha poderão ser all-inclusive.

    Em agosto de 2016 o governo irá colocar um limite de 20% de quartos all-inclusives vendidos pelos hotéis europeus. A nova lei define sete* conceitos de acomodação e estão sujeitos a uma permissão de 20 anos de validade.

    “Devido ao alto nível de dependência da industria do turismo, que de acordo com o World Travel & Tourism Council é o número um no Caribe e segundo no mundo, relativo ao seu tamanho, nós acreditamos ser mandatório formular uma política que vá de acordo com o interesse geral da ilha e realinhar a política em respeito aos provedores de acomodações da ilha”, disse Otmar Oduber, ministro do turismo, transporte, primeiro setor e cultura de Aruba. “A nova regulamentação garantiá que todos continuem ativos na industria do turismo e permitirá uma contribuição saudável para o PIB de Aruba que atualmente depende 91% do turismo”.

    Como parte do “Direito do Avô” – Hotéis que já operavam como all-inclusive antes de 9 de maio de 2016, automaticamente terão a licença de vinte anos. Aqueles hotéis que não ofereçam mais de 20% da sua operação para o segmento all-inclusive continuará com a licença de operação. Aqueles hotéis que não são exclusivamente all-inclusive mas tem alocado mais de 20% da operação para pacotes all-inclusive terão dois anos para reduzi-la a 20%.

    O decreto ministerial da lei concede autoridade ao ministro para dar exceções na lei dos vinte por cento em certos casos – como, por exemplo, quando o hotel estiver recebendo uma grande conferência do segmento MICE ou se puder provar que as estadias caíram se comparadas com o ano anterior.

     “O objetivo de Aruba não é eliminar os resorts all-inclusive, nós entendemos que este mercado é considerado um segmento de rápido crescimento na indústria de turismo e lazer nos próximos 10 anos”, disse Ronella Tjin Asjoe-Croes, CEO da Autoridade de Turismo de Aruba. “Nosso objetivo é continuarmos competitivos e criar um balanço, enquanto reavaliamos a política de cinco em cinco anos, para garantir que os interesses de Aruba continuem a serem atendidos. Ultimamente uma mistura saudável de acomodações na ilha é crucial para o sucesso de Aruba”.

    Acomodações alternativas são o componente chave deste equilíbrio.

    “Aruba compreende o conceito de “economia compartilhada” e explora áreas onde a economia compartilhada agrega valor a comunidade e aos visitantes”, disse Tjin Asjoe-Croes. “Como parte desta abordagem proativa, nós começamos uma conversa com o AirBnB Inc. para formalizar uma parceria. Nosso objetivo é trabalharmos juntos para alcançarmos um turismo mais sustentável e único à ilha, ajudar Aruba a se tornar líder regional na economia

    De mais de 5.540 quartos para hospedagem na ilha, aproximadamente 66% pertencem a hotéis de origem européia e 32% são de resorts all-inclusive. Esta mistura tem servido como base do desenvolvimento da industria do turismo de Aruba.

    Os oficiais do governo e do turismo de Aruba fizeram as análises necessárias e formularam ações especificas para impactar o futuro do setor de acomodações all-inclusive. A visão de uma mix equilibrado de acomodações resultou de uma pesquisa dentre mais de 13 publicações que sugerem a correlação entre resorts all-inclusive e uma diminuição nos gastos e imersão na cultura local.

    A autoridade de turismo de Aruba (ATA) também fez uma pesquisa de consumo para medir a percepção de Aruba de viajantes dos EUA e Canada que tenham visitado ao menos um destino no Caribe e/ou México nos últimos cinco anos. A oferta de um all-inclusive é significativamente menos relevante aos viajantes do que a qualidade das praias de Arubas, características da natureza e experiências com a gastronomia local.

     “Nós tinhamos a responsábilidade de realizar esta pesquisa para a política de Aruba por sermos um destino que busca aumentar o número de visitants proativamente, que gostem da cultura e culinária dinâmica de Aruba que é influenciada por mais de 90 nacionalidades presentes na ilha”, disse Oduber. “Estas medidas garantem o crescimento contínuo de Aruba”.

    Após um ano recorde com 1.07 milhões de visitantes em 2014, ATA reportou que as chegadas em 2015 aumentaram em 14,3% totalizando um total de 1.22 milhões de visitantes no ano. A maioria da Ilhas no Caribe tiveram um aumento dentre 3 a 10% nas estadias anuais de 2014 para 2015.

     O setor hoteleiro de Aruba também mostrou um crescimento no último ano. O total de noites nas estadias tiveram um aumento de 8,3% em 2015 enquanto o ADR cresceu 2,7% para $237,39. O RevPar de Aruba cresceu consideravelmente nos últimos anos, de número 8 de todo o Caribe em 2011/2012 para número 7 em 2013 e número 6 em 2014/2015 – especificamente em 2015 teve crescimento de 1% para $191,10, o que de acordo com o STR é maior do que a média caribenha de $158.

    Ao receber mais visitantes Aruba viu um aumento em seus gastos em 2015. Os recibos do turismo cresceram 2,8% em 2015 comparando a 2014.

    *Os sete conceitos de acomodação incluem:Compartilhamento; Acomodação (uso do quarto vs. Pagamento); Noite de Alojamento (visita de uma única noite); Acomodação All-Inclusive (estadia incluí bebidas não alcoólicas, comida e acesso parcial ou total para uma ou mais atividades recreativas); Hotel all-inclusive (oferece somente acomodações all-inclusive); All-inclusive Inn (estabelecimento com no máximo 10 quartos oferecendo amenidades all-inclusive); Permissão All-inclusive.